LIMÃO INFORMA: Público e audiência em baixa põe a ATP Cup em xeque

LIMÃO INFORMA: Público e audiência em baixa põe a ATP Cup em xeque

Imagem da LIMÃO INFORMA: Público e audiência em baixa põe a ATP Cup em xeque Sydney (Austrália) - Se em sua primeira edição, ainda antes da pandemia e suas restrições, a ATP Cup contou com uma final pomposa, com o sérvio Novak Djokovic e o espanhol Rafael Nadal duelando pelo título, em uma Ken Rosewall Arena lotada, o mesmo não aconteceu nos anos seguintes. Em 2022, Denis Shapovalov e Felix Auger-Aliassime levaram o Canadá ao título em um estádio meio vazio.

A falta de público e a audiência televisiva em baixa começaram a colocar a ATP Cup em xeque. Embora a audiência da televisão não tenha sido forte na primeira edição, em que Djokovic levou a Sérvia à glória contra a Espanha de Nadal na primeira final, o torneio foi considerado um sucesso que seria construído nos próximos anos.

Depois de uma edição realizada no ano passado com portas fechadas e número de times bastante reduzido, o torneio voltou em 2022 com mais equipes, mas ainda sem os 24 times da estreia. Para piorar, os melhores jogadores começaram a tratar o evento como uma apenas mais uma preparação para o Australian Open, em vez de buscar prêmios significativos e pontos no ranking.

Segundo informa o Sydney Morning Herald, um total de 220.319 fãs participaram do evento em três cidades e 10 dias em 2020, sendo que 111.511 deles foram somente em Sydney, que recebeu sozinha o torneio neste ano, contando com 75.947 espectadores no complexo até a medição de sexta-feira.

ATP e Tennis Australia esperam que um retorno ao formato original ajude a reviver o torneio daqui 12 meses. Mas se isso não melhorar a audiência da televisão, o comparecimento do público e o comprometimento das principais estrelas, uma mudança pode ocorrer em um futuro próximo.
 
fonte: https://tenisbrasil.uol.com.br/noticias/92589/Publico-e-audiencia-em-baixa-poe-a-ATP-Cup-em-xeque/